Acontece nos Fóruns

Saúde inaugura Sala Vermelha no Hospital São João de Deus, em Divinópolis

Estado investiu, nesta primeira fase da obra, R$ 470 mil. Até o final do processo, o Governo de Minas Gerais terá investido, ao todo, R$ 1,3 milhão

Imagem ilustrativa

Nesta segunda-feira (15/5), foi inaugurada, em Divinópolis, no Território Oeste, a Sala Vermelha do Hospital São João de Deus (HSJD). A estrutura - idêntica à de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) - é composta por cinco leitos.

No funcionamento, seu objetivo é dar suporte aos pacientes que forem regulados e atendidos pelo Serviço Móvel de urgência e Emergência (Samu) e que precisarem de estabilização antes de serem encaminhados para outra unidade hospitalar ou de um leito do próprio HSJD.

A primeira fase da obra teve um investimento dos cofres Estaduais de R$ 470 mil. Ao todo, o Governo de Minas Gerais investirá R$ 1,3 milhão para a conclusão da Sala Vermelha do hospital, recursos estes provenientes da Rede de Resposta de Urgência e Emergência.

Como esclarece a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), outros R$ 17 milhões foram aportados por meio da Resolução nº 4.944 de 2015, para ativação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva/UTI e ampliação do acesso à internações de urgência e emergência no Município de Divinópolis.

O secretário adjunto da SES-MG, Nalton da Cruz, ressaltou, na oportunidade, a necessidade de inauguração da Sala Vermelha e o papel do Hospital São João de Deus para os 54 municípios da Região Ampliada Centro-Oeste. Segundo ele, mesmo em situação de crise financeira, o Estado tem investido.

“É com satisfação que inauguramos a Sala Vermelha. Umas das primeiras demandas que recebemos quando assumimos a secretaria foi esta do hospital. A questão, aqui, não era apenas financeira, mas de gestão e de credibilidade, e esta estrutura da sala vermelha estava pendente. Sem ela, o Samu não poderia funcionar. Em momento de crise, temos investido e trabalhado muito para não faltar recursos para a saúde. Esta intervenção era necessária para que pudéssemos ter credibilidade e investir”, disse.

Também presente na inauguração, a superintendente do HSJD, Elis Regina, agradeceu à equipe e reforçou que o hospital está crescendo. “Temos um diferencial e é importante destacar que o hospital já apresenta sinais de melhoria, pois temos uma equipe de colaboradores com otimismo e coragem, além da população que tem nos apoiado”, frisou.

Para o promotor do Ministério Público e coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde (CAO-SAUDE), Gilmar Assis, o papel do Sistema Único de Saúde (SUS) é salvar vidas e a sala Vermelha surge justamente para cumprir esta demanda.

“A Comissão interventora já trouxe reflexos positivos para que o SUS possa cumprir o seu papel de salvar vidas e dar dignidade à população. A Sala Vermelha terá este papel”, ressaltou o promotor.

Fonte: Agência Minas