Acontece nos Fóruns

Fopemimpe vai avançar com apoio dos Fóruns Regionais

Fórum pretender ser a principal ferramenta de articulação das micro e pequenas empresas mineiras.

Imagem ilustrativa

O balanço das ações do Fopemimpe neste ano e os principais projetos para 2017 foram apresentados durante a 16ª Assembleia Geral do Fopemimpe. O encontro realizado nesta sexta-feira (16) -- na Cidade Administrativa -- reuniu representantes de entidades públicas e privadas com objetivo de discutir avanços para o setor em Minas Gerais. Em 2016, mais de 1 milhão e 200 mil micro e pequenas empresas mineiras passaram a ser contempladas pelo Fopemimpe. Presente em oito territórios de desenvolvimento, a expectativa é que em 2017, o Fórum -- sob a coordenação da Secretaria Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif) -- chegue a todas as regiões do estado, consolidando-se como uma rede mineira de articulação em prol do setor.

Segundo o secretário-geral do Fopemimpe, Fernando Passalio, no próximo ano, o foco é investir em novos projetos de melhoria do acesso a mercados paras as micro e pequenas empresas e promover ações que viabilizem esse acesso do empreendedor, bem como a capacitação de qualidade para a melhoria da gestão. “Vamos continuar nosso processo de regionalização levando o Fopemimpe e as ações das entidades mineiras ligadas ao Fórum para os 17 territórios de desenvolvimento do estado. Com isso, vamos criar uma rede de articulação que facilite o crescimento desse setor em Minas Gerais”, reforçou Passalio.

Atualmente o Fórum conta com a atuação de 223 entidades públicas e privadas, além de parceiros e colaboradores, contemplando 570 municípios. Na Assembleia desta sexta-feira, o subsecretario dos Fóruns Regionais, Tadeu David, foi eleito presidente da Assembleia. Segundo Tadeu, a ideia é levar as ações do Fopemimpe para os Fóruns Regionais, facilitando a atuação junto às entidades institucionais e aos principais agentes de cada região. “Nossa proposta é criar ações que desenvolvam de forma igual e justa o estado. Por isso, apoiar o Fopemimpe é de extrema importância”, reforçou Tadeu.

Dentre os projetos do Fórum, destaque para o Circuito Mineiro de Compras Sociais (saiba mais), iniciativa para abertura de mercado aos pequenos produtores junto às grandes redes supermercadistas. Outra proposta que deverá ser disseminada a todos os territórios mineiros por meio das prefeituras é o auxílio-educação (saiba mais). O Fórum espera ainda também que nos próximos meses sejam desenvolvidas iniciativas de capacitação universitária e aproximação com o meio acadêmico.

Articulação institucional como fortalecimento do setor

O território Mata é um das regiões mineiras beneficiadas pela atuação do Fopemimpe. A gerente executiva do Fórum em Ubá, Patrícia Taraje, conta que todas as demandas dos municípios da região passam pela avaliação Fopemimpe. Ela relata que a articulação institucional do Fórum tem colaborado para a resolução de problemas como a segurança pública, demanda dos comerciantes locais. Hoje as cidades de Muriaé, Juiz de Fora e Manhuaçu já contam com a atuação da Polícia Militar. “O Fopemimpe tem sido uma importante ferramenta de atuação para melhoria da região”, afirma Patricia.

Para o representante do Sistema Ocemg, Geraldo Magela, o diálogo com mais de 200 entidades presentes no Fórum, entre elas Banco do Brasil, Correios, Câmara de Dirigentes Lojistas e Federação das Associações Comerciais e Empresariais do estado é o diferencial. Segundo Magela, a necessidade de interlocução é uma alternativa ao atual momento econômico. “O Fopemimpe tem trabalhado com temas de impacto e de grande relevância para a sociedade, e o mais importante, ele tem dado respostas rápidas às demandas levantadas”, finalizou.